O velho do saco

O VELHO DO SACO
(35 mm, 14 min, cor, 1999)
(janela 1.33, som óptico mono)

Foto por Alex Sernambi: Ricardo Pedralli
Ricardo tem 10 anos, mora no interior do Rio Grande do Sul e tem pesadelos com o Velho do Saco, "que arranca os olhos das crianças mal comportadas". Não é fácil distinguir verdades e mentiras quando a perda da inocência se confunde com a perda do olhar.

ROTEIRO

Direção: Amábile Rocha e Milton do Prado

Produção Executiva: Nora Goulart e Luciana Tomasi
Roteiro: Amábile Rocha e Milton do Prado
Direção de Fotografia: Alex Sernambi
Direção de Arte: Fiapo Barth
Música: Flávio Santos e Marcelo Fornazier
Montagem: Giba Assis Brasil

Distribuição: Casa de Cinema PoA

Elenco Principal:
Roberto Oliveira (Coppelius)
Ricardo Pedralli (Ricardo)
Werner Schünemann (Mathias)
Ciça Reckziegel (Helga)
Odilon Lopez (seu Otávio)

CRÉDITOS COMPLETOS

Crítica

"O VELHO DO SACO é um curta sobre o medo infantil, tema fascinante que ao longo dos anos tem rendido tantos filmes. (...) Partindo de um episódio marcante da crônica policial gaúcha – em 1996, um homem humilde é encontrado caído à beira de uma estrada sem os globos oculares, caso nunca resolvido pela polícia local -, a dupla de diretores conseguiu reunir de modo muito hábil numa mesma trama elementos de um fato real, relacionados a um texto clássico da literatura fantástica (o conto O Homem de Areia, de E. T. A. Hoffmann) e a um conhecido arquétipo do imaginário infantil (o Velho do Saco)."
(Marcus Mello, revista virtual CONTRACAMPO, janeiro/2003)

14/08/1999