Para um escritor de 12 anos

por Giba Assis Brasil
em 20 de janeiro de 2016

(mensagem para Fernando Alex Graça de Souza 20/01/2006)

-- Olá, sou fernando. Quero muito escrever roteiros para TV, escrevo livros e amo esse fenômeno. O problema é que tenho somente doze anos. Há alguma coisa para eu estudar nessa idade? Um abraço.

Em primeiro lugar, ter doze anos não é um problema. Que bom que você tem tanta vontade de fazer alguma coisa com essa idade. Pode ser que daqui a alguns anos, quando for a hora de escolher a tua profissão, as tuas vontades tenham mudado. Mas pode ser que não.

De qualquer maneira, se você quiser ser roteirista, a única coisa que você pode fazer, por enquanto, é ler. Ler muito, tudo o que te der vontade: livros de aventura, policiais, poesia, roteiros, revistas, jornais… Claro que ler os clássicos (Machado de Assis, Dostoievski, Flaubert, Borges, etc.) é fundamental, mas cada um tem a sua hora pra esse “mergulho”, não se obrigue a fazer isso se ainda não for a tua hora.

Leia sempre, nunca pare de ler - e saboreie a leitura, discuta o que você leu com outras pessoas, pense no que leu, pleneje suas próximas leituras. E, claro, sempre que der vontade, escreva, mostre o que você escreveu pra quem estiver perto - seus pais, um professor, seus amigos, uma namorada…

Se, daqui a alguns anos, você realmente resolver ser roteirista, tuas leituras vão ser fundamentais pra tudo o que você for escrever. E a grande vantagem é a seguinte: se você resolver ser médico ou advogado ou arquiteto ou ator ou jogador de futebol, pode ter certeza que as tuas leituras também vão ser fundamentais pro que você for fazer.

Normal que você prefira livros infanto-juvenis. Procura comparar autores diferentes: quais te parecem que têm mais imaginação, que contam histórias mais interessantes? e quais os que contam histórias mais simples mas que, apesar disso, conseguem despertar a tua própria imaginação?

Procura verificar como é que a tua imaginação pode ser despertada: vê se é pelas histórias fantásticas ou pela maneira como o escritor conta elas, se ele usa frase mais longas ou mais curtas, se em cada capítulo acontece uma coisa só ou muitas coisas, se ele usa muitos verbos ou muitos adjetivos, etc.

Quando você escreve as tuas histórias, com que livros de outros escritores elas se parecem? Procura escrever histórias parecidas com outros escritores, que talvez não te atraiam tanto pelas histórias, mas pela maneira de escrever, pelo tipo de frase. Aí, aos pouquinhos, tu vai descobrindo a literatura. A tua literatura, inclusive, se for o caso.

Abraço e boa sorte.